Com ano atípico, Defesa Civil de Brusque ainda deu suporte para as ações de combate ao novo coronavírus
A Defesa Civil de Brusque é um importante órgão a serviço da população brusquense e para o ano de 2020, além dos trabalhos que já são realizados normalmente, a instituição teve um papel importante auxiliando as ações de combate da pandemia do novo coronavírus.
O diretor da Defesa Civil de Brusque, André Cristiano Archer, destacou que algumas ações que estavam previstas para 2020 tiverem que ser canceladas. “O projeto Educar para prevenir, em 23 colégios da rede municipal, com o 4º ano, deu início no mês de fevereiro com cancelamento no mês de março, devido à covid. A descida do rio, também teve o cancelamento devido à Covid,” disse.
*Ações durante o ano*
Janeiro - entre o dia 10 e 11 de janeiro, um acúmulo de 106mm chuva, ocorreu 47 deslizamentos e 26 alagamentos em residência.
Fevereiro - entre os dias 6 e 9, houve um acumulado de 136mm de chuva, com 30 deslizamentos, 2 alagamentos e 5 quedas de árvores.
Junho - ciclone Bomba, com ventos de 85km/h, houve 51 destelhamentos e 78 quedas de árvores e também junto com Caixa Econômica foi dado a liberação do FGTS, com 200 munícipes que fizeram a retirada do FGTS.
Dezembro - no dia 12, em 12 horas teve o acumulado de 72mm de chuva, ocasionando vários pontos de alagamento na cidade. No dia 13, ocorreu uma chuva com menos intensidade, porém foram registrados ventos de 45km/h, ocasionando destelhamentos em residências e várias quedas de árvores e fiação, deixando a cidade sem energia.
No dia 15, em 12 horas, houve um acúmulo de 82mm de chuva, ocasionando vários alagamentos com a saída da calha do rio, provocando vários deslizamentos e muitas quedas de árvores.
A Defesa Civil, no total no ano, fez 1121 vistorias finalizando.