A Defesa Civil de Brusque registrou mais de 32 ocorrências, a maioria entre os bairros São Pedro, Steffen e Bateias em virtude das chuvas das últimas horas. Desde as 15h de terça-feira (16) até a meia-noite de quarta (17), o acumulado de precipitação segundo as estações pluviométricas são de 98,6 mm no bairro São Pedro, 91,2 mm em Bateias e 60,6 mm no bairro Guaraní. Já na Limeira Alta o volume foi de 37,8 mm e no bairro Dom Joaquim foi de apenas 13 mm, o que comprova que as chuvas foram mau distribuídas em toda a cidade.
Foram registradas 32 ocorrências de deslizamentos e alagamentos que resultaram em cinco famílias desalojadas, estando em casa de parentes e amigos, não sendo necessário a abertura de abrigos públicos. 
Segundo o Coordenador da Defesa Civíl, Edevilson Paulino Cugiki, a previsão para quarta-feira é de sol com nuvens e pancadas de chuvas isoladas, o que não deve agravar a situação de Brusque em relação as enxurradas. 
A maior preocupação das autoridades está relacionada ao nível do rio Itajaí-mirim, já que o volume de chuvas nas nascentes foi muito grande, o que pode trazer preocupação sobre o rio sair da calha no centro da cidade. Pelo último monitoramento, às 2h de quarta (17), o nível pode variar entre 4,80 e 5,70 metros, podendo causar alagamentos na Avenida Beira Rio, entre a Ponte Irineu Bornhausen (Estaiada), no túnel do terminal e nas imediações da ponte Mário Olinger (Corpo de Bombeiros), trazendo transtornos ao trânsito entre 8h e 10h desta quarta-feira (17).
Para informações atualizadas sobre a situação das chuvas, o site da Defesa Civil (www.defesacivil.brusque.sc.gov.br), o perfil (https://www.facebook.com/defesacivilbrusque), ou ainda no Portal da prefeitura de Brusque (www.brusque.sc.gov.br), são atualizados constantemente visando alertar a população.

Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil